O clássico passado foi bastante disputado e com boa qualidade técnica, visto que os dois times se empenharam , tanto pelo clássico em si, como também pelo fato de os elencos terem sido reforçados com jogadores do time principal

A segunda parte da história de Ceará e Fortaleza na Taça Fares Lopes deste ano será
contada hoje e uma só equipe irá seguir na competição. O segundo Clássico-Rei pelas
quartas de final da competição será realizado na noite desta quarta-feira, às 20 horas, na

Arena Castelão

 Por ter feito melhor campanha na primeira fase da competição, a equipe alvinegra se clássica em caso de qualquer empate (com ou sem gols) na partida de volta, já que o primeiro jogo terminou em 1 a 1.

Para o confronto desta quarta, o auxiliar-técnico Daniel Azambuja terá um reforço de peso. Trata-se do meia Pedro Ken, que está suspenso na Série B pelo terceiro cartão amarelo e não irá enfrentar o Oeste. Outra mudança deve ocorrer no ataque, já que Azambuja testou Arthur no lugar de Magno Alves. “São situações que podem ocorrer.

Ainda vamos denfinir quem começa a partida. Testamos o Pedro (Ken) e o Arthur no time titular e a gente vai estudar a melhor formação para este jogo que é muito importante”, disse o comandante do Alvinegro na Fares Lopes.

Azambuja falou, ainda, sobre a vantagem adquirida para o duelo decisivo. Mas de acordo com ele, a postura do Ceará na partida deve ser ofensiva. “Claro que a gente pode jogar com o regulamento embaixo do braço, mas a nossa postura em campo não pode mudar.

O Ceará sempre vai jogar em busca da vitória e do resultado positivo, ma não podemos esquecer de que temos uma vantagem a nosso favor. O time deles precisa do resultado e a gente reconhece isso também”, explicou.

O Fortaleza, desde o primeiro Clássico-Rei, tem tratado a Fares Lopes com a máxima importância, ao ponto de cercar de muito segredo a equipe que vai entrar. O time que disputa a competição tem treinado de portões fechados no CT Ribamar Bezerra, longe dos holofotes da imprensa.

Normalmente, ninguém tem falado sobre o jogo em si e ontem na entrevista coletiva, os atletas escolhidos foram os que estão disputando a

Série C.

O técnico Daniel Frasson não poderá contar com o centroavante Lúcio Flávio, que inclusive, não atua nem na primeira final da Série C contra o CSA, por estar com um estiramento muscular na coxa esquerda.

Para a vaga de Lúcio Flávio, o escolhido deverá ser Paulo Sérgio, que ontem à tarde, não treinou com o grupo da Série C, incorporando-se ao elenco da Taça Fares Lopes. O treinador requisitou também as presenças do volante Adenilson e do meia-atacante Vinícius Pacheco.

Frasson não deverá contar com o meia Ronny, que marcou o gol no clássico anterior, sendo um dos melhores jogadores em campo, visto que ele está cotado para substituir Éverton, que está fora do jogo contra o CSA/AL

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here